Compartilhe:

Sancionada lei que garante estabilidade a gestante que cumpre aviso-prévio



22/05/2013


A lei acrescenta o artigo 391 à CLT (Consolidação das Lei do Trabalho) e passa a valer a partir desta sexta-feira

 

 A presidente Dilma Rousseff sancionou a lei que garante estabilidade para as gestantes que estão cumprindo aviso prévio. A medida foi publicada nesta sexta-feira (17) no DOU (Diário Oficial da União).

 

A lei acrescenta o artigo 391 à CLT (Consolidação das Lei do Trabalho) e passa a valer a partir desta sexta-feira.

 

Com a lei, a gestante só poderá ser demitida após o final da licença-maternidade. A estabilidade também será válida nos casos de aviso prévio indenizado que ocorre quando a empregada recebe o salário referente ao período de aviso prévio, não sendo obrigada a comparecer ao serviço.

 

Como era antes

 

Antes da aprovação da medida, as leis trabalhistas estabeleciam que as mulheres não podiam ser demitidas sem justa causa desde a confirmação da gravidez até cinco meses após o parto. No entanto, a legislação não era clara no que dizia respeito à trabalhadora que cumpre o aviso prévio, o que tinha levado muitos desses casos à Justiça do Trabalho.

 

FONTE: Infomoney




Abastecer com Álcool ou gasolina?
Micro e Pequenas Empresas estão isentas de contribuição sindical patronal
Conta-salário, Como funciona?
Férias – Não tem direito a férias o funcionário que:
OBRIGATORIEDADE DO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTÁBEIS ENTRE EMPRESAS E ESCRITORIOS.


Mídia Marketing Direcionado - 2008
Daniel José