Compartilhe:

Veja 11 dicas para evitar fraudes com cheques sem fundos no Dia dos Pais



09/08/2012


O número de cheques sem fundos sobre o total emitido aumentou de 2,08%, em abril, para 2,20% em maio. Esse índice é o maior desde 2009, quando o volume foi de 2,52%

 

Faltando apenas alguns dias para o Dia dos Pais, muitos comerciantes se mostram otimistas com o faturamento que a data comemorativa trará no final do mês. Porém, com a grande procura, também sobe a falta de segurança no recebimento de pagamentos com cheques sem fundos.

 

Segundo uma pesquisa realizada em junho, o número de cheques sem fundos sobre o total emitido aumentou de 2,08%, em abril, para 2,20% em maio, no Brasil. Este é o maior porcentual registrado para o quinto mês do ano desde 2009, quando o volume foi de 2,52%.

 

Faturar sem dor de cabeça

 

Para evitar prejuízo e faturar na data comercial que movimenta o mês de agosto, confira 11 dicas para evitar fraudes em operações feitas com cheques:

 

1. Sempre solicite ao emitente o cartão do banco e o original da cédula de identidade, não esquecendo um número de telefone para confirmação. Também confira os números do RG e CPF e a assinatura que estão no cheque com os de outros documentos.

 

2. Confira se os dados que constam na parte superior do cheque são os mesmos dos códigos de barras da parte inferior. Dificilmente os falsificadores conseguem alterar esses números.

 

3. Nunca esqueça de anotar os dados no verso do cheque. Assim, se houver problema, saberá onde procurar e a possibilidade de perdê-los será menor.

 

4. Comprove se a foto no documento é do emissor ou se tem sinal de adulteração, como o estado da foto e se ela foi trocada.

 

5. Fique atento se o cliente fizer o cruzamento do cheque sobre os códigos de barra. É possível que ele esteja tentando encobrir dados adulterados. O mesmo vale para assinaturas.

 

6. Passe de leve o dedo indicador sobre o nome, o CPF e o nº do cheque e observe se não existem saliências neles, o que pode indicar falsificação por máquinas de escrever ou por outros equipamentos.

 

7. Verifique o valor e a data do emissor.

 

8. Não aceite cheque previamente preenchido ou com rasuras.

 

9. Evite aceitar cheques não personalizados.

 

10. Se possível, ligue no ato da compra para confirmar a validade do telefone informado.

 

11. Na impossibilidade de cumprimento de algum desses requisitos, condicione a venda à prévia compensação do cheque.

 

Fonte: Infomoney




Abastecer com Álcool ou gasolina?
Micro e Pequenas Empresas estão isentas de contribuição sindical patronal
Obrigatoriedade do Código de defesa do consumidor no comércio.
Conta-salário, Como funciona?
Férias – Não tem direito a férias o funcionário que:


Mídia Marketing Direcionado - 2008
Daniel José